quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Boa sorte

O que mais gosto de fazer aqui é contar os causos. Cada palavra escrita por mim, eu imagino cada cena, detalhe por detalhe. E este causo não foge da minha imaginação.
Simbora.

Manoela trabalhava numa empresa. Eu digitei trabalhava porque ela tinha acabado de ser despedida. Então ela começou a se despedir de todos. Emocionada não parava de chorar.

Roberta recebeu uma ligação em seu celular. Seu pai havia falecido. Triste com a notícia (não era de se esperar né?) ela começou a chorar nos corredores da empresa.

Luís estava batendo aquele papo furado com seus amigos. Eis que chega João:
- Pô a mina é despedida e não para de chorar, que saco isso viu!

Cinco minutos depois Luís ia ao banheiro quando encontra Roberta chorando no corredor, achando que ela era a tal moça despedida, ele abraça ela e diz:
- Boa sorte.
Chorando muito, Roberta não diz nada e sai andando.

3 comentários:

Camila Paier disse...

Quanta desgraça pra uma só pessoa, hein! Hahahaha coitadinha da Roberta. Além de perder o emprego, perdeu o pai também. É de se compreender todo o choro.
Um beijo!

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Chelly. disse...

Ainda bem que a unica coisa que o Luis disse a Roberta foi:
'' Boa Sorte '' poderia ter sido pior !!! rsrs ...

adoreii teu blog ... to seguindo *--*