quarta-feira, 28 de julho de 2010

Assadura

Penso em fazer um marcador com o nome "Casos Bizarros" ou "Coisas Impossíveis de Acontecer" mas ficou horrível, eu sei. Que continue Contos/Causos mesmo e chega de blá blá blá.


Nunes estava na praia com seus amigos. Aquela curtição e aquela farra. Sol, futebol com bola de vôlei, porção de camarão e muita cerveja. Rolou até um frescobol com algumas mulheres que eles conheceram na praia. Nada do que um homem tenha que reclamar.
Porém aconteceu algo chato na hora (lugar) chata.
Nunes percebeu (como se não daria para perceber né?) que estava com assadura. E todos nós sabemos como é ruim a situação. E se alguém falar (escrever) que nunca teve, arranje um jeito de me provar. Pois todos já tivemos.
Nunes não queria contar para seus amigos, com medo de ser um grande alvo das brincadeiras felizes (infelizes) de nós homens.
Então com seu jeito atrapalhado, conseguiu disfarçar para seus colegas, alías estava de noite já, era hora de dormir. Quem sabe no dia seguinte poderia passar a tal assadura.
Como Nunes não cuidou, acordou no dia seguinte pior do que estava, não conseguia andar praticamente.
Seus amigos acordaram e estavam todos dispotos a ter mais um dia de farra.
Nunes então, mentiu, dizendo que estava com dor de cabeça, e que estava bem forte, mas que seus amigos podiam sair sem ele, que não queria atrapalhar as férias e o verão de ninguém, que logo logo iria melhorar, e blá blá blá. 
Então Nunes ficou sozinho. E começou então a busca implacável por algo que poderia ajudar a melhorar. Uma pomada no caso.
No banheiro da casa na praia nada. Então era hora de vasculhar as mochilas de seus amigos. Nada também. Só restava uma que estava na sala. Ele vasculha e, não é que na última mochila tinha a bendita pomada. Seria muito fácil ter pedido ajuda não?
Ele não pensa duas vezes, abaixa a calça junto com a sua cueca, tira a tampa da pomada e...
... infelizmente é bem no exato momento que seus amigos entram, juntos com as novas amigas que eles conheceram na praia, e que estavam curiosas para conhecer a casa e o morador que não tinha saído por conta da dor de cabeça.

2 comentários:

F. S. disse...

Oi, seguindo seu blog, muito bom!
Segue o meu?

http://grandesperolasdotwitter.blogspot.com/

Vilander Costa | Vilandão disse...

haha....

esse se queimou....hhaha