terça-feira, 18 de agosto de 2009

Imaginação Fértil Parte 2

Nós homens, temos uma imaginação grande. Gostamos de ouvir e imaginar causos de nossos amigos. Mas, uma pequena comparação, também pode nos afetar.
Todos os nomes usada aqui são fictícios heim.
Gilberto , namorava uma bela moça, Clarissa, loira, 1,75 metros de altura, olhos verdes, sorriso encantador, pele branca como a neve e bochechas rosadas.
Ela era notada por onde passava. Não que Gilberto fosse feio, mas, ele sabia que ela era muita areia para o seu caminhãozinho.
Certa noite em um boteco, Gilberto e seus amigos conversavam sobre coisas típicas de nós homens. Futebol, cerveja, e mulher.
Um dos amigos de Gilberto, Roger, disparou uma frase, como se Gilberto tivesse tomado um tiro no coração.
- Gilberto, já reparou que a sua mina parece muito com o irmão dela?
Todos na mesa riram e concordaram. Gilberto riu ironicamente, mas começou a pensar consigo mesmo que realmente eles tinham traços iguais, lógico por serem irmãos.
O tal irmão, Carlos, 1,77 metros de altura, loiro, olhos verdes e do resto vocês já sabem.
- Você não imagina pegando ele, quando esta com ela? - ironizou Roger.
- Claro que não! Largue a mão de ser besta - rebateu Gilberto.
Os dias se passaram, Gilberto ria quando lembrava do assunto. Lógico, ele namorava uma deusa, um comparação dessa não podia mexer com ele.
Fim de semana, noite fria. Nada melhor do que pipoca e a sua querida mulher em seus braços. Vendo um filme romântico, nossa, melhor ainda!
Intriga, discussão, família não deixando a mocinha ficar com o mocinho, mocinho pobre e discriminado por todos. Típico filme que deixa a mulher cheio de lágrimas em seus olhos. Clarissa da um forte abraço em Gilberto e o beija intensamente. No começo Gilberto adora, mas a mente dele começa a trabalhar contra ele. Ele imagina beijando o irmão de sua amada. Ele começa a suar. Clarissa percebe e pergunta se ele está bem. Ele da uma desculpa boba, dizendo que está com dor de cabeça. Ela vai embora mas promete passar para vê-lo no dia seguinte.
No dia seguinte ela convence Gilberto a irem no shopping. Nada como ficarmos vendo por horas coisas que não iremos comprar. Gilberto estava aliviado, pois a comparação boba tinha passado.
Depois de tomarem o sorvete, vem a hora do beijo. Gilberto começa a pensar no irmão de Clarissa denovo e a empurra bravamente. Ela assustada e espantada pergunta o que houve. Ele abre o jogo com ela. Leva o sonoro tapa no rosto e ainda é chamado de gay.
Aqui entre nós. Não deixe se levar pela sua imaginação, e muito menos pelos comentários de seus amigos. Depois disso, Gilberto passou a namorar só mulheres que não tinham irmãos.

3 comentários:

Ana disse...

eles erão irmãos gêmeos,pô... perdeu a namorada e ficou complexado...kkkkkkkkkkkkk

Vilander Costa | Vilandão disse...

hsuahsuahsuahsuahsa...

péssima imaginação essa...
ficou sem a namorada hahaa

caossocial disse...

Imaginação fértil?!
Eu conheço isso com outro nome...